Doce Lar

Assim, no dia 7 de agosto de 2016, surge a “Doce Lar”, com o objetivo de prestar apoio ao domicílio a pessoas idosas e/ou com dependência. “Mas tal como um Restaurante não pode vender só polvo, acabei por alargar o campo de ação da empresa”, afirma o Rodrigo. Apesar de ter começado com esse intuito, foram acrescentadas mais duas áreas de atuação: um serviço de limpezas para particulares, empresas e eventos; e explicações ao domicílio que vão do 1.º ao 12.º ano de escolaridade.  

Uma das histórias que Rodrigo mais gosta de relembrar é a de uma senhora idosa, após ter tido um episódio de AVC, foi informada pelos profissionais que jamais voltaria a andar pelo seu próprio pé. A “Doce Lar” acabaria por prestar apoio a essa senhora e, passados 3 meses, ela voltaria a caminhar.  

Atualmente, o Rodrigo conta com cerca de 25 colaboradores e está ansioso por abrir a sua primeira loja física na Ilha do Pico, que, à partida, acontecerá em Maio do presente ano.  

Aos jovens empreendedores, o Rodrigo deixa um conselho que pode ser considerado “pouco convencional” para alguns: “não sintam que têm de ter tudo planeado, antes de abrirem o vosso próprio negócio… se o fizerem, só estarão preparados para abrir daqui a 4 anos e, nessa altura, já alguém o fez! Se querem o vosso negócio, então, façam-no! A partir daí, é ir aprendendo…”

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin